sexta-feira, 30 de outubro de 2015

NILTON LAMAS - (2009) NILTON ACÚSTICO

Há tempos, a gente vinha chocando este raro registro do Nilton Lamas numa gravação acústica, por sempre acharmos incompletos o material e os dados do "disco". Não se sabe se é de certo um disco, lançado oficialmente, mas o fato é que o arquivo já circulava pela rede há bastante tempo e, desde aquela época, havíamos baixado o dito, que ficou mofando por aqui, sem capa ou data. Resolvemos, então, dar-lhe uma cara e descobrimos, um a um, os títulos das faixas e os participantes dos registros.

Ta aí, então, pra todos saborearem o bom e velho brega de Nilton Lamas. Aproveitamos a postagem para relembrar, também, a passagem da data de aniversário do nascimento do mestre, no dia 28 de outubro.

E não tem jeito: o presente é sempre nosso!


Faixas:

01 Bebo Por Ela
02 Homem De Pedra
03 Mulher Bandida
04 Casa Dos Prazeres
05 Se As Flores Pudessem Falar
06 Eterno Chorar
07 Meu Martírio (Part. De Rony Cardoso)
08 Covardia
09 Homem Triste
10 A Pretendida
11 Amigo (Part. De Antônio Bueno)
12 Toalha Branca


quinta-feira, 29 de outubro de 2015

CARLOS ANDRÉ - (1987) O QUE O POVO GOSTA

O senhor Oséas Carlos André Almeida Lopes, vulgo Carlos André, é uma das mais requisitadas figuras da verdadeira música popular brasileira e, por aqui, num blogue exclusivo de música brega, também não deixaria de ser.

Carlos André nasceu em Mossoró (RN), em 28 de outubro de 1938, mas ficou conhecido no princípio de sua carreira artística principalmente pela sua participação no lendário Trio Mossoró, nos idos de 1959.  Seu primeiro disco solo, "O Apaixonado", é de 1974, e,de lá pra cá, emplacou diversos sucessos em sua carreira.

O disco da postagem é de 1987, não por acaso intitulado "O Que o Povo Gosta", pois está repleto de composições populares. Entre elas, as pérolas "Eu Botei a Aliança", "Venha Mais Devagar", "Pra Gente Vadiar" e "Rua Deserta". Uma comemoração a altura...


Faixas:

01 Rua Deserta
02 Pra Fazer Roer
03 Venha Mais Devagar
04 Guardando Um Beijo
05 Eu Botei A Aliança
06 Você Me Desperta Pro Amor
07 Pra Gente Vadiar
08 Nega
09 Pensando Nela
10 Sem Você, Não Sou Ninguém
11 Solidão
12 Ninguém Amou Você Como Eu Amei


EVALDO FREIRE - (1988) SUCESSOS DE OURO

Outro homenageado do mês de outubro é Evaldo Freire, cantor brega potiguar que fez um puta sucesso nos anos setenta e oitenta. Evaldo Freire nasceu Genivaldo Freire do Nascimento, em Ipangaçu (RN), no dia 28 de outubro de 1955. Acaba de completar, então, sessenta anos de vida. Mil "salves" para o ídolo!

Evaldo Freire volta aqui com a raríssima coletânea, de 1988, intitulada "Sucessos de Ouro". Estão aqui, para comemorar a entrada do senhor Genivaldo na terceira idade, as clássicas "Cigana", "Em Busca Do Teu Carinho", "A Dor De Uma Paixão", "Flor Divina (Homenagem Às Mães)", "Tudo Acabado", "O Pintor" e outros marcos de sua longeva carreira.


Faixas:

01 O Pintor (El Pintor)
02 Chega
03 Flor Divina (Homenagem Às Mães)
04 Pra Teu Castigo
05 A Dor De Uma Paixão
06 Meus Primos
07 Canteiro De Amor
08 Minha Jangada
09 Cigana
10 Tudo Acabado
11 Outro Amor
12 Em Busca Do Teu Carinho
13 Quero Ter Você
14 Maria De Jesus
15 Obrigado, Senhor


MARCIO FRANÇA - (1976) MARCIO FRANÇA

Em 17 de fevereiro de 2015, completaram-se quinze anos da morte do cantor Márcio França (1947-2000). Em Uberlândia (MG), diversos amigos e parentes lembraram da trajetória do músico que vendeu dezenas de milhares de LP's, nas décadas de 70 e 80. França nasceu em Capinópolis (MG) e chegou a morar em Ituiutaba (MG), São Paulo (SP) e cidades do Nordeste brasileiro, até se radicar em Uberlândia, a partir de 1982. O cantor deixou esposa e três filhas, sendo que uma delas adotou o codinome Marcinha França, para seguir os passos do pai no universo sertanejo.

E foi a música sertaneja que catapultou a carreira de França, que gravou dezoito álbuns, durante trinta anos de carreira. Para Marcinha França, que mora em Uberlândia com a mãe, Dalva França, a presença do pai nos programas comandados pelos apresentadores Chacrinha e Bolinha, nas emissoras Tupi e Bandeirantes, foram fundamentais para a carreira. A partir da participação no quadro “Quem é o cantor mascarado?”, da “Discoteca do Chacrinha”, o sertanejo foi inserido no rol de cantores idolatrados pelo público brasileiro, em meados dos anos 70, como Roberto Carlos, Jerry Adriani, Ronnie Von, Agnaldo Timóteo e Odair José.

Marcinha França rechaça a alcunha de cantor brega para o pai. Segundo ela, Márcio França foi precursor do sertanejo romântico, com as canções “Ciumenta”, “Solidão”, “Camisola Preta”, “Pobre de Mim”, “Virgem Morena (Nossa Senhora Aparecida)” e “Tudo Vai Ser Diferente”. “Meu pai era um cara super alto-astral e batalhador. Ele trabalhou muito enquanto morávamos em São Paulo e, depois, quando a gravadora o enviou para sedimentar a carreira no Nordeste. As canções que ele deixou se tornaram referências para o sertanejo romântico e artistas que viraram amigos da nossa família, como Sérgio Reis, Daniel e as duplas Di Paulo & Paulino e Teodoro & Sampaio”, afirma Marcinha.

Assim como Márcio França, o compositor Ronaldo Adriano também nasceu em Capinópolis (MG). Hoje uberlandino, Adriano lembra que foi parceiro musical mais longo do sertanejo. “Com exceção de dois discos que o Márcio gravou na gravadora WEA, trabalhei com ele em todos os outros, da década de 1970 até os últimos anos dele”, afirma Adriano. Para Adriano, o cantor sertanejo foi “mais do que um irmão”. “Ele era muito batalhador e comunicativo. Fez sucesso, especialmente, no Nordeste, era bom trabalhar com ele. Era a pessoa mais próxima que eu tinha. Éramos muito amigos e nos socorríamos nos momentos difíceis. A saudade é grande”, diz o compositor.


(Fonte: Correio de Uberlândia - adaptada.)


Faixas:

01 Tudo Vai Ser Diferente
02 Amanhã, Terei Alguém
03 Casa Fechada
04 Saudade De Você
05 Não Tenho Tempo
06 Mais Uma Maria
07 Pobre De Mim
08 Ciumenta
09 Pranto Do Adeus
10 Se Não Me Queres
11 Vivendo Longe De Mim
12 Onde Está, Felicidade?


RONALDO ADRIANO - (1985) OS GRANDES SUCESSOS DE RONALDO ADRIANO

Alberito Leocádio Caetano nasceu no Triângulo Mineiro, na cidade de Capinópolis (MG), em 07 de setembro de 1946. Ainda criança, recebeu as primeiras orientações musicais da mãe, dona Ana, quando começou a empunhar o violão e a escrever e compor suas primeiras estrofes que, no decorrer do tempo, se transformaram em músicas de sucesso nacional e internacional. Ainda jovem, mudou-se para Goiânia (GO), depois para São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Belo Horizonte (MG), retornando para São Paulo, depois para Uberlândia (MG), onde reside atualmente.

São de autoria de Ronaldo Adriano centenas de sucessos nacionais e internacionais, gravados por duplas e artistas dos mais conhecidos do país. Hoje, somam mais de oitocentas composições dos mais variados gêneros, da música sertaneja à música romântica e de outros ritmos. Ao longo de sua carreira, Ronaldo Adriano conheceu seus vários  parceiros de composições, tais como Benedito Seviero, Lindomar Castilho, Sebastião Rodovalho e Muniz Teixeira. Suas canções foram gravadas por inúmeros artistas, como Tião Carreiro & Pardinho, Tonico & Tinoco, Cascatinha & Inhana, Jacó & Jacozinho, Zilo & Zalo, Carmem Silva, Trio Parada Dura, Carlos José, Barrerito (solo), Gilberto & Gilmar, Roberto & Meirinho, Peão Carreiro & Praense, Milionário & José Rico, Reginaldo Rossi, Sérgio Reis, Teodoro & Sampaio, Lindomar Castilho, Waldick Soriano, As Irmãs Galvão, Leandro & Leonardo, Leonardo (solo), Chico Rey & Paraná, Frank Aguiar, Cézar & Paulinho, Duduca & Dalvan, Matogrosso & Mathias, As Mineirinhas, Belmonte & Amaraí, Chitãozinho & Xororó, Rick & Renner, João Paulo & Daniel, Daniel (solo), Guilherme & Santiago, Edson & Hudson, César Menotti & Fabiano, Chrystian & Ralf, Mococa & Paraíso, Muniz Teixeira & Joãozinho, Leyde & Laura, Valderi & Mizael, Carlito & Baduí, entre vários outros. Ronaldo Adriano continua cantando, gravando, e compondo seus sucessos com novos artistas e nomes já consagrados.

"Você É Doida Demais", música tema de abertura da série e do filme "Os Normais", da TV Globo, é sem dúvida seu maior sucesso. A música também é trilha do filme "Carandiru". A música "Eu Vou Rifar Meu Coração" foi tema do filme "As Domésticas", ambas na voz do amigo e parceiro Lindomar Castilho. Na voz de Cézar & Paulinho, em 2005, veio mais um sucesso: "Se Tivé Muié, Nóis Vai", também foi trilha sonora da novela "América", da TV Globo. Mais uma trilha sonora, a música "Vou Pra Casa da Vizinha" tocou na novela "Bicho do Mato", em 2006, da TV Record, ambas em parceria com Muniz Teixeira. As músicas "Blusa Vermelha", "Não Quero Piedade" e "No Colo da Noite" figuraram na trilha sonora da primeira versão da novela "global" "Paraíso", interpretadas por Sérgio Reis, Kadu Moliterno e demais artistas de renome. Na versão mais atual, a música "Rosto Molhado", composição de Ronaldo Adriano, é interpretada pelo cantor Daniel.

Ronaldo Adriano foi cantor das noites paulistana, carioca, goiana e mineira. Na escola do circo, teve como professores: Silveira, Barrinha e Nhozinho, além dos humoristas Nhá Barbina e Chico Fumaça. O cantor se emociona muito quando lembra de seu padrinho, que o lançou nacionalmente, o inesquecível "Velho Guerreiro" Chacrinha, na extinta TV Tupy, e também de seus grandes amigos Zé Béttio, Bolinha, Carlos Aguiar e Mourão Filho, da época da Rádio Atalaia.

Entre compactos duplos, simples, LP's e, atualmente, CD's, Ronaldo Adriano gravou dezenove registros, entre os quais oito foram "Disco de Ouro", sem contar seus relançamentos. No CD "Forronejão", o cantor reúne sucessos de ontem e hoje, com participações especiais de amigos, como Gino & Geno, Os Parada Dura, Rick & Renner, e Muniz Teixeira & Joãozinho.

Alguns dos grandes sucessos de Ronaldo Adriano são: "Devolva a Passagem", "Estrela de Ouro", "Cantaram a Minha Vizinha", "Camisola Preta", "Barra Pesada", "Tudo Bem", "Nós Somos Dois Sem-vergonha", "Pranto Escondido", "Eu Disse Não", "Cruz Pesada", "Alma Ferida", "Alto Astral", "Vivendo Longe do Meu Bem", "O Bebum", "Trinta Dias por Mês", "Astro Rei", "Chora, Coração", "Explosão de Amor" etc. Seu mais recente trabalho lançado é "O Porta-Voz do Romantismo", pela gravadora Arte Brasil, e um DVD, lançado em 2010, com os maiores sucessos de sua carreira e participações de amigos, pela gravadora Águia Music.


(Fonte: Recanto Caipira - revisada.)


Faixas:

01 Onde Andará?
02 Quem Ri Por Último Ri Melhor
03 Nem Às Paredes Confesso
04 Cinzas Do Passado
05 Eu Quero Ver
06 Silêncio
07 Doida, Desalmada E Atrevida
08 Saia Já Desta Casa
09 O Ébrio
10 Cama Vazia
11 O Que Você Está Pensando?
12 Tudo Acabado


segunda-feira, 19 de outubro de 2015

WAGNER MONTES - (1982) WAGNER MONTES (COMPACTO)

O compacto "Wagner Montes", de 1982, é o primeiro registro do afilhado de Sílvio Santos em disco, originalmente lançado em vinil. Após a postagem do LP "Renascer", de 1984, AQUI, no blogue, surgiram diversos pedidos de mais álbuns do eterno jurado do "Show de Calouros" do SBT. Vai aí, então, este registro raro das poucas aparições de Wagner Montes como "cantor".

"Wagner Montes" (1982) trazia: no lado A, "Ao Meu Pai", uma parceria com Chico Valente e homenagem de Wagner ao seu pai; e "Me Use, Abuse", composição sua com Neil Bernardes e Moskemberg, no lado B.

Peça pra colecionador...


Faixas:

01 Ao Meu Pai
02 Me Use, Abuse

linque

SERGIO MALLANDRO - (1988) ORADUKAPETA

Sérgio Mallandro é um ator, cantor, apresentador, humorista, que começou sua carreira em 1981. Começou como jurado do Sílvio Santos, e apresentador de programa na TV, com Nilton Franco. Como cantor, lançou em 1982 a música "Vem Fazer Glu-Glu", que vendeu um milhão de cópias e iniciou uma série de hits, como: "Capeta Em Forma De Guri", "Farofa-fá", "Bilu-tetéia", "Tric-Tric", "Piu-Piu, Au-Au" e muitas outras que renderam a Sérgio discos de ouro e de platina.

Sérgio Mallandro apresentou no SBT (Sistema Brasileiro de Televisão) o programa "A Hora Du Kapeta". Em 1990, foi contratado pela Rede Globo de televisão, com o "Programa Sérgio Mallandro", em que desenvolveu trabalhos junto com Xuxa Meneghel, emplacando vários filmes de sucesso, como "Lua de Cristal". Quatro anos depois, retornou com o "Programa do Sérgio Mallandro", no SBT: um programa divertido com várias brincadeiras. Em 1996, foi contratado pela antiga Rede Manchete de televisão, mas com uma proposta diferente e inovadora. Sérgio também criou um programa na Rede Gazeta (de SP), emissora na qual estourou com o primeiro lugar de audiência, com suas famosas pegadinhas e suas "mallandrinhas", além de seu carisma com os telespectadores.

Hoje em dia, Sérgio Mallandro se mantêm na mídia., com um certo status "cult" junto às distintas gerações, sendo constantemente lembrado como um dos ícones da história da comunicação brasileira. Em outubro de 2009, Sérgio Mallandro assina contrato com a Rede CNT de televisão, para apresentar o "Programa Goleada do Mallandro".


(Fonte: Filmow - revisada.)


Faixas:

01 Bom Dia
02 Oradukapeta
03 Pot-Pourri Do Popeye
   a) Sítio Do Seu Lobato
   b) Pintinho Amarelinho
   c) Olívia Vai Ter Neném
04 Mãe-Iê (O Tonico Me Bateu)
05 O Circo Está Chegando
06 Chaves
07 Super Mallandro
08 Eu Quero Mamá
09 Entre Nessa Canção
10 Pot-Pourri Do Lobo Mau
   a) Pela Estrada
   b) Lobo Mau
   c) Quem Tem Medo Do Lobo Mau
   d) Eu Vou, Eu Vou
   e) Oh! Suzana
11 Ele É Mallandro
12 Mallandrovsky
13 Menina Linda
14 Mamãe Leila

linque

BIAFRA - (1984) O MELHOR DE BIAFRA (SÉRIE APLAUSO)

Por ser muito magro e esquelético quando pequeno, Maurício Pinheiro Reis recebeu, aos doze anos, dos colegas, o apelido que adotaria como nome artístico: Biafra. Ele nasceu em Niterói (RJ) e depois de cantar em coral (do CEN - Centro Educacional de Niterói) - inclusive fora do país, em países como Escócia e Inglaterra, e de tocar flauta doce em casamentos -, o cantor e compositor despontou para a fama. Aos vinte e um anos, em 1979, gravou o LP "Primeira Nuvem", que incluiu "Helena" e "Barcos e Navios". Sempre cantando e compondo canções que versam sobre amor, natureza e vida, o apogeu de sua carreira foi no final dos anos 70 e começo dos 80, com canções como "Leão Ferido" e "Vinho Antigo", ambas de 1981, "Sonho de Ícaro", de 1984, e "Seu Nome", de 1985. Até o final dos anos 90, Biafra gravou um total de quatorze discos, mas sem maior repercussão. O último deles, "Byafra" (Indie Records), foi lançado em 1998 e trouxe canções inéditas e regravações.


(Fonte: CliqueMusic - revisada.)


Faixas:

01 Leão Ferido
02 Helena
03 Vinho Antigo
04 Coração Vadio
05 Jogo Aberto
06 Uma Vez E Nunca Mais
07 Barcos E Navios
08 Toda Sua Luz
09 Dor Da Solidão
10 Voa, Bicho
11 Mil E Uma Noites
12 Paquetá

linque

MAURÍCIO MATTAR - (2002) 20 SUPER SUCESSOS

Cantor e compositor, Maurício Mattar despontou para a fama nos anos 80, como ator, trabalhando em novelas de TV e filmes. Sua ligação com a música remonta à adolescência, quando começou a tocar violão e cantar em reuniões da escola e da família. Foi casado com a cantora Elba Ramalho, com quem tem um filho. Depois de ter consolidado sua carreira como ator, sendo conhecido em todo o país, estreou no mercado fonográfico em 94, com o disco "Muito Romântico", pela Sony. Apostando no repertório romântico, Maurício Mattar gravou outros três discos pela mesma gravadora, transferindo-se em 99 para a Roadrunner, pela qual lançou "Verdades e Mentiras".


(Fonte: CliqueMusic - revisada.)


Faixas:

01 Nada Apaga Essa Paixão
02 Muito Romântico
03 O Tempo Vai Apagar
04 Será Que Ela Ainda Me Ama?
05 Ainda Amo Você
06 Rainha
07 Pra Ficar Contigo
08 Menina Princesa
09 Tou Morrendo De Saudades
10 Viver De Brisa (Vivier Sin Aire)
11 Moça
12 Fique Onde Está
13 Nossa História
14 Rumos Do Coração
15 Como Vai Você?
16 Aonde Está Você?
17 Mares De Amor
18 Navegante Do Amor
19 Me Aceita Como Eu Sou
20 Impossível Te Esquecer


WANDO - (2008) A POPULARIDADE DE WANDO

Wando, nome artístico de Wanderley Alves dos Reis, nascido em Cajuri (MG), em 2 de outubro de 1945, foi um cantor romântico brasileiro. Além da música, era conhecido por ganhar calcinhas de suas fãs durante os shows. Wando possuía uma coleção da vestimenta estimada em dezessete mil peças.

O hipocorístico Wando foi dado por sua avó. Ainda pequeno, mudou-se de Cajuri para Juiz de Fora (MG), onde formou-se em violão erudito e começou a lidar com música por volta dos 20 anos. Nessa época, já participava de conjuntos e apresentava-se em bailes na região. Mais tarde, muda-se para Volta Redonda (RJ), onde trabalhou como caminhoneiro e feirante.

Sua carreira de cantor iniciou-se em 1969 e o sucesso veio em 1973, quando gravou seu primeiro disco na gravadora Discos Copacabana. Compôs para outros medalhões da MPB, como Jair Rodrigues, que, no ano de 1974, gravou “O Importante É Ser Fevereiro”. Em 1975, Ângela Maria gravou "Vá, Mas Volte". "A Menina E O Poeta" foi gravada por Roberto Carlos, em seu álbum de 1976. "Moça" (1975), "Chora, Coração" (1985) - que fez parte da trilha sonora da telenovela Roque Santeiro, da Rede Globo de televisão, e, principalmente, "Fogo E Paixão" - lançado no álbum "Vulgar e Comum É Não Morrer de Amor", de 1988 -, foram seu maiores sucessos.

Wando entrou para o Rank Brasil - Recordes Brasileiros - pela "maior coleção de calcinhas do país". A coleção teve início em 1990, após o lançamento do álbum "Tenda dos Prazeres". Como estratégia de divulgação do disco, ele usou a brincadeira de distribuir as peças íntimas nos shows e o retorno foi imediato, deixando registrada a sua marca.

Em 27 de janeiro de 2012, Wando foi internado na UTI do Hospital BIOCOR Instituto, em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), com graves problemas cardíacos. Foi submetido a uma angioplastia de emergência e passou a respirar por aparelhos. Sua morte, por parada cardiorrespiratória, foi anunciada às 8 horas da manhã de 8 de fevereiro de 2012, no mesmo hospital. O corpo do cantor foi sepultado em Belo Horizonte (MG).


(Fonte: Wikipedia - revisada.)


Faixas:

01 Moça
02 Deus Te Proteja De Mim
03 O Quê Que Eu Vou Dizer Para O Meu Corpo?
04 Obsceno
05 Fogo E Paixão
06 Chora, Coração
07 Ritual
08 Safada
09 Gosto De Maçã
10 Eu Acho Que Estou Perdendo Você
11 Eu Já Tirei A Tua Roupa
12 Gostosa
13 Coisa Cristalina
14 Nas Curvas Do Teu Corpo


quarta-feira, 14 de outubro de 2015

SÉRGIO REIS - (1977) DISCO DE OURO

Sérgio Reis, batizado Sérgio Bavini, nasceu em São Paulo (SP), em 23 de junho de 1940, no bairro de Santana. O cantor e compositor sertanejo começou sua carreira com sucessos da Jovem Guarda, como a autoral "Coração de Papel".

Em 1972, Reis gravou seu primeiro disco de música sertaneja, com a canção "Menino da Gaita". Seguiram-se os sucessos "Menino da Porteira", "Adeus, Mariana", "Disco Voador", "Panela Velha", "Filho Adotivo", "Pinga ni Mim" e várias outras canções. O disco "O Melhor de Sérgio Reis", lançado em 1981, vendeu mais de um milhão de cópias.

Como ator, Sérgio trabalhou em algumas novelas, como "Pantanal" e "A História de Ana Raio e Zé Trovão", na extinta TV Manchete, e "Paraíso" e "O Rei do Gado", na Globo. Em "O Rei do Gado", o personagem de Sérgio formava a dupla sertaneja Pirilampo & Saracura, com o personagem de Almir Sater, tendo gravado, inclusive, músicas para a trilha sonora.

No ano de 2003, Sérgio Reis gravou seu primeiro DVD, "Sérgio Reis e Filhos - Violas e Violeiros", e como o próprio título diz, ele teve seus filhos como músicos na apresentação. Em março de 2009, Reis também foi homenageado com a refilmagem do longa "O Menino da Porteira", protagonizada agora pelo cantor sertanejo Daniel, no papel do boiadeiro "Diogo". Em agosto do mesmo ano, a gravadora Som Livre lançou uma coletânea de Sérgio Reis, comemorando seus 50 anos de carreira, intitulada "Cantando o Brasil", com quatro volumes trazendo os melhores e mais marcantes sucessos da carreira do músico.

Recentemente, Serjão recebeu sua sexta indicação para o Grammy Latino, a maior premiação de música da América Latina. E não deu outra: em novembro, o cantor levou mais uma estatueta para casa, na categoria "Melhor Álbum de Música Sertaneja", com o disco "Coração Estradeiro" (o primeiro prêmio veio em 2000). E, vale lembrar: Sérgio Reis é o artista brasileiro que mais vezes foi indicado ao prêmio. "Estou surpreso e emocionado por mais uma estatueta de um prêmio de tamanha importância, como é o Grammy.", declarou o cantor.

Também, a pouco tempo, Sérgio Reis gravou o CD e DVD "Amizade Sincera", em parceria com o amigo Renato Teixeira, que foi lançado pela Som Livre, em agosto de 2010. O projeto contou com a participação de seu filho Paulo e dos filhos de Renato, João e Chico, formando uma família só de músicos. Em pouco tempo, o DVD atingiu marca superior a vinte e cinco mil cópias vendidas e ganhou disco de ouro, permanecendo entre os dez produtos mais vendidos nas maiores lojas do país, por semanas consecutivas.


(Fonte: Sérgio Reis Oficial - revisada.)


Faixas:

01 O Menino Da Gaita (El Chico De La Armonica)
02 João De Barro
03 Saudade De Minha Terra
04 De Que Vale A Vida Sem Amor?
05 De Papo Pro Á
06 Rio De Lágrimas
07 Coração De Papel
08 O Menino Da Porteira
09 Mágoa De Boiadeiro
10 Tchau, Amor
11 Chalana
12 Disco Voador
13 Folia De Rei
14 Não Sou Daqui, Nem Sou De Lá


terça-feira, 13 de outubro de 2015

NALVA AGUIAR - (1995) DOSE DUPLA

Nalva Aguiar, ou Nalva de Fátima Aguiar, nasceu em 1945 (no dia 9 de outubro), em Tupaciguara (MG). Ainda criança, descobriu a música. Na adolescência, já se apresentava na rádio local. Com pouco mais de vinte anos, Nalva queria mais e partiu em busca de outros palcos em São Paulo (SP). A obstinação colocou Nalva Aguiar no topo das paradas de sucessos, na fase áurea da Jovem Guarda.

No início dos anos 70, Nalva se voltou para a música sertaneja e country. Em 1976, regravou com grande sucesso a valsa "Beijinho Doce", de Nhô Pai, inicialmente incluída na trilha sonora do filme "O conto-do-vigário", de Kléber Afonso e Barros de Alencar, e posteriormente lançada num compacto, que vendeu mais de quinhentas mil cópias. Em 1977, participou do filme "Entre o céu e o inferno”, com Duduca e Dalvan. Em 1979, participou do filme "Sinfonia sertaneja", com Geraldo Meirelles e Marcelo Costa. Em 1983, teve a composição "Coração Sofredor", uma parceria com Nhô Pai, gravada pela dupla Tonico & Tinoco. Em 1984, gravou um LP em dueto com o cantor gaúcho Teixeirinha, intitulado "Guerra dos Desafios". Foi a primeira cantora a gravar uma música do violeiro e compositor Renato Teixeira.

Nalva Aguiar ganhou por três anos seguidos o título de "Rainha dos Caminhoneiros". Por cinco vezes, recebeu o título de "Rainha do Peão de Boiadeiro", na festa anual de Barretos. Ganhou também da rádio country norte-americana de Nashville, estado do Texas, uma placa de ouro como “The Queen of Country Music in Brazil”. Durante alguns anos, ficou longe dos estúdios de gravação, tendo morado no Canadá e nos Estados Unidos.

Em 1994, a gravadora Continental lançou o disco "O Melhor de Nalva Aguiar", com seus maiores sucessos. Em 1999, participou da coletânea "Discoteca do Chacrinha", com a faixa "Menino dos Zóio Meu", de Lúcio Cardim Filho. No mesmo ano, a cantora lançou o CD "Nalva Aguiar", que contou com a participação de importantes nomes da música popular brasileira. Chitãozinho & Xororó interpretaram com ela "Meu Bem Querer", de Djavan; Ivan Lins participou de "Bandeira do Divino", dele e de Victor Martins; Sérgio Reis cantou em "Vende-se", de Dené. O disco contou ainda com a participação do locutor de rodeios Barra Mansa, que declamou versos em "Oração do Peão Boiadeiro", de Renato Teixeira.

Na lista de conquistas amorosas de Nalva Aguiar, muitos nomes famosos: "O Leão do Palmeiras, namorei, sim. As pernas mais bonitas que eu já vi"; "Namorei o Roberto Carlos. Porque, não? Foi ótimo. Ele é maravilhoso. Ele é incrivelmente maravilhoso".


(Fonte: Nalva Aguiar Oficial - revisada e anotada.)


Faixas:

01 Doradinho
02 Fatalidade
03 Amora
04 Pássaro Tiut (Pássaro Campana)
05 Peito De Aço
06 Aurora Do Mundo
07 Cu Cu Ru Cu Paloma
08 Quando Cai A Chuva
09 Triângulo Mineiro
10 Vendi Os Bois
11 Amado Irmão
12 Moreninho Lindo
13 Cowboy De Rodeio
14 Quinhentas Noites
15 Terra De Todos Nós
16 Jerônimo
17 Cachoeira De Lágrimas
18 Cotovelo Tá Doendo
19 Avenida Boiadeira
20 Caldeirão Velho
21 Coisinha
22 Coração Redomão


AGNALDO TIMÓTEO - (2009) NOVA SÉRIE

Agnaldo Timóteo nasceu em Caratinga (MG), no dia 16/10/1936. Iniciou sua carreira cantando em programas de calouro na rádio local e também nas cidades mineiras de Governador Valadares e Belo Horizonte, onde se tornou conhecido como o "Cauby mineiro". Intérprete de voz forte e bem colocada, Timóteo sempre se destacou como um dos maiores nomes da canção tupiniquim romântica. Seus primeiros contatos profissionais se deram graças a cantora Ângela Maria, de quem foi motorista. De origem extremamente humilde, foi engraxate, vendedor ambulante, garçom e faxineiro.

Teve sua melhor fase na gravadora Odeon (atual EMI), na qual fez seus grandes sucessos. O início foi grandioso, em 1965, com o disco "Surge Um Astro". Gravava versões de sucessos internacionais. Alguns até fizeram pouco sucesso, como "Michele" e "A Praia", esta última também gravada por Agnaldo Rayol. Mas, o melhor momento estava pra vir: em 1967, alinhado com as novas tendências da música romântica jovem, Agnaldo recebe de presente de Roberto Carlos a canção "Meu Grito", que se tornou seu maior êxito e ajudou a consagrar definitivamente sua figura por todo território nacional. Aliás, de Roberto e Erasmo, Agnaldo ganhou mais três canções nos anos seguintes: "Deixe-me Outro Dia", "Menos Hoje", "Os Brutos Também Amam" e "Frustrações".


(Fonte: Clube do Rei - revisada.)


Faixas:

01 Por Onde Andará Você?
02 Uma Palavra Só
03 Dona Do Meu Mundo
04 No Meio Da Noite
05 Poeira De Estrelas (Stardust)
06 Minha
07 Luzes Da Cidade
08 Nem Todo Amor É Triste
09 Rastros Na Areia (Pegadas Na Areia)
10 Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme
11 Suave É A Noite (Tender Is The Night)
12 Me Perdoa
13 Presente De Deus
14 Ave Maria


NORA NEY - (2007) GRANDES VOZES

Das grandes cantoras da era do rádio, Nora Ney é, sem sombra de dúvidas, a que mais se aproximou da música popular de fato, com sua inconfundível queda para a chamada "música dor-de-cotovelo". Nora Ney faleceu no dia 28 de outubro de 2003 e um blogue como o MÚSICA DAS ANTIGAS não faltaria nesta data tão importante para a música popular brasileira.

Para relembrar um dos marcos da hoje chamada "música brega", postamos esta belíssima coletânea daquela que chegou a ser intitulada de "a estrela das prostitutas e dos marginais".


Faixas:

01 Ninguém Me Ama
02 De Cigarro Em Cigarro
03 Bar Da Noite
04 Quando Eu Me Chamar Saudade
05 É Tão Gostoso, Seu Moço
06 Preconceito
07 Provei (Com Jorge Goulart)
08 Mundo Diferente
09 E A Vida Continua
10 Hora Final
11 João Da Silva
12 Dois Tristonhos
13 Ronda
14 Me Dá A Penúltima
15 Você Não É Chapéu
16 Regra Três


MOACYR FRANCO - (1999) SELEÇÃO DE OURO (20 SUCESSOS) (VOL 2)

Moacyr de Oliveira Franco, o grande Moacyr Franco, é um artista com várias funções: vai bem como ator, cantor, compositor, autor e humorista. Em 2010, tentou se eleger como senador, filiado ao PSL, (Partido Social Liberal), mas não obteve o número necessário de votos para conseguir a vaga.

Natural de Ituiutaba, cidade próxima do triângulo mineiro, Moacyr nasceu no dia 5 de outubro de 1936, e antes da fama era pintor de cartazes de cinema e carroceria de caminhões. Começou sua carreira em Ribeirão Preto (SP), junto com outros jovens talentos como: Boni, Rogério Cardoso, Luiz Aguiar e Gilberto Garcia, nomes que fizeram muito sucesso posteriormente.

O padrinho de Moacyr na televisão foi Manoel da Nóbrega, que colocou o humorista no elenco de seu programa "A Praça da Alegria", encenando o papel do "Mendigo", na TV Paulista. Franco obteve sucesso imediato, com a frase "Me dá um dinheiro, aí?, que tornou-se depois uma das músicas mais famosas da época e rendeu cem mil cópias vendidas, marcando o início da carreia do mineiro. Ainda jovem, Moacyr emplacou seu primeiro trabalho como cantor romântico, com a canção "Suave É a Noite", o primeiro de muitos outros sucessos que o compositor iria realizar.

Além do talento para entreter e emocionar, o mineiro de Ituiutaba também mostrou qualidade como apresentador de programas televisivos. À frente do "Moacyr Franco Show", foi líder de audiência na TV Rio, e nunca mais saiu do meio artístico.

O esporte entrou na carreira do mineiro com a canção "Balada Número 7", uma música especial para o gênio Garrincha. Posteriormente, Moacyr declarou todo seu amor pelo Palmeiras, com a composição "O Amor É Verde".

Um dos papéis mais famosos dos anos 2000 foi o "Jeca Gay", um caipira com gosto sexual duvidoso que contracena com Carlos Aberto de Nóbrega, filho de Manoel, após herdar o posto do pai.

A veia artística pulsou também em Guto Franco, filho de Moacyr, que trabalha como diretor da "Turma do Didi", de Renato Aragão, na TV Globo.

Moacyr Franco sempre mostrou um enorme fôlego para trabalhar e, em 2011, ainda arquitetava mais projetos para a televisão, não deixava de lado seus shows pelo país e participava da "A Praça É Nossa", do canal de TV aberta, SBT.


(Fonte: Que Fim Levou - revisada.)


Faixas:

01 Mau, Mau
02 Nenhum De Vocês (Nessuno Di Voi)
03 Poema De Ternura (Non Ho L'Etá Per Amarti)
04 Canção De Quem Segue Sozinho
05 Valsa Das Velas
06 Canoas Do Tejo
07 Calmo Setembro (Sweet September)
08 Balada Das Mãos
09 A Sombra Do Teu Sorriso (The Shadow Of Your Smile)
10 Esse Meu Coração Sem Juízo
11 Amor, O Tempo E O Mundo (We Have All The Time In The Word)
12 Israel (Israel)
13 Pelé Agradece
14 Juanita Banana (Juanita Banana)
15 Meu Querido Lindo
16 Riram Tanto
17 O Que É Que Há, Gatinha? (What's New Pussy Cat)
18 Dai-Me Um Luar
19 Rock Do Mendigo
20 Me Dá Um Dinheiro Aí


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

A Patotinha (1) Abdias (2) Abílio Farias (7) Abílio Manoel (1) Absyntho (1) Adelino Nascimento (12) Adilson Ramos (8) Adriana (7) Adriano Santa Cruz (1) Agepê (1) Agildo Ribeiro (1) Agnaldo Rayol (2) Agnaldo Timoteo (17) Alcides Gerardi (1) Aldo Sena (1) Alípio Martins (14) Almir Ricard (1) Almir Rogério (7) Altemar Dutra (2) Amado Batista (18) Amelinha (1) Amilton Lelo (10) André Amazonas (1) Angela Maria (4) Angélica (1) Angelo Máximo (10) Anísio Silva (2) Antonio Carlos e Jocafi (1) Antonio Marazona (1) Antonio Marcos (21) Ary Lobo (1) Ary Toledo (1) Assisão (1) Augusto César (3) Babau do Pandeiro (6) Balthazar (7) Banda Cabeça Enfeitada (1) Barros de Alencar (12) Bartô Galeno (15) Bebeto (2) Benito di Paula (2) Beto Barbosa (6) Betto Dougllas (5) Biafra (7) Bianca (2) Bicho Véi do Brega (1) Boas-vindas (1) Borba de Paula (2) Canarinhos de Petrópolis (1) Capital do Sol (1) Carlito Gomes (3) Carlos Alberto (6) Carlos Alexandre (20) Carlos André (9) Carlos Colla (3) Carlos Gonzaga (2) Carlos José (1) Carlos Santos (8) Carlos Silva (1) Carmen Silva (12) Cast RCA (1) Cauby Peixoto (6) Célio Roberto (5) Cesar Sampaio (8) Chacrinha (1) Chico Amaro (1) Chico Lopes (1) Cid Moreira (1) Claudette Soares (2) Claudia (1) Claudia Barroso (11) Cláudia Telles (3) Claudio de Barros (1) Claudio Di Moro (3) Cláudio Fontana (4) Claudio Galeno (1) Claudio Roberto (3) Clemilda (1) Coro Infantil da FuNaBEM (1) Coroné (1) Coronel Ludugero (1) Cristiano Neves (1) Demetrius (1) Denis e Demian (1) Diana (18) Dicró (1) Dino Rossi (1) Discografia (14) Donizeti (2) Dory Edson (1) Dudu França (4) Ed Wilson (1) Édel Reis (2) Edelson Moura (1) Edson de Oliveira (1) Edson Duarte (4) Eduardo Araújo (3) Eli Correa (1) Eliana Pittman (1) Elino Julião (10) Elisângela (3) Elizabeth (2) Elymar Santos (1) Erasmo Carlos (7) Evaldo Braga (20) Evaldo Freire (8) Evinha (2) Fábio (1) Fábio Jr (9) Fafá De Belém (2) Falcão (7) Fernando Lelis (10) Fernando Luiz (5) Fernando Mendes (25) Franc Landi (1) Francis Dalva (3) Francisco Cuoco (13) Francisco Petrônio (7) Frankito Lopes (14) Fredson (6) Genghiskan (1) Genival Lacerda (9) Genival Santos (12) Geraldo Nunes (3) Giane (3) Gilberto Lemos (4) Gilberto Reis (1) Gilliard (14) Gilson (3) Gretchen (7) Harmony Cats (1) Heleninha (1) Heleno (5) Helio Portinhal (2) Hermes Aquino (1) Ismael Carlos (10) Ivan Peter (3) Ivon Cury (1) J. Aquino (5) Jacinto Limeira (1) Jair Rodrigues (1) Jane e Herondy (12) Jayne (1) Jerry Adriani (16) Jessé (1) Joanna (3) João Dias (1) João Gonçalves (2) João Só (1) João Viola (2) Joelma (9) Jorginho do Império (1) José Augusto (19) José Augusto Sergipano (1) José Orlando (4) José Ribeiro (8) José Roberto (5) Juanita (3) Juanita e Richard (3) Juca e Jeca (1) Juca Medalha (1) Julia Graciela (2) Júlio César (6) Júlio Nascimento (4) Kátia (13) Katia Cilene (1) Kleber (1) Lafayette (3) Latino (1) Leila (1) Leila Silva (1) Lenita Santos (1) Leno (2) Leno & Lilian (3) Leonardo (2) Lilian (9) Lindomar Castilho (17) Lindomar Lins (1) Lindú (1) Los Angeles (1) Luan e Vanessa (1) Luiz Américo (2) Luíz Caldas (1) Luiz Carlos Magno (3) Mamonas Assassinas (1) Mara (1) Marcelo (1) Marcelo Reis (4) Marcio França (3) Marcio Greyck (16) Marcio José (11) Marcos Roberto (10) Marcos Sabino (1) Marcus Pitter (1) Maria Alcina (3) Marinês (1) Mario Gomes (1) Maritza Fabiani (1) Marizinha (1) Markinhos Moura (3) Martinez (1) Martinha (7) Matogrosso e Mathias (1) Maurício Mattar (1) Maurício Reis (9) Maurinho da Mazzei (1) Maurinho Jr (1) Mauro Celso (3) Mauro Cotta (1) Mauro Sérgio (1) Meire Rose (1) Messias Holanda (4) Michael Sullivan e Paulo Massadas (2) Miguel Angelo (1) Miguel De Deus (1) Miltinho Rodrigues (1) Moacyr Franco (10) Nahim (3) Nalva Aguiar (6) Nelson Gonçalves (8) Nelson Montenegro (1) Nelson Ned (8) Nilton César (10) Nilton Lamas (5) Nora Ney (5) Noriel Vilela (1) Núbia Lafayette (10) Odair José (30) Onildo Almeida (1) Orlando Dias (4) Orlando Silva (2) Os 3 do Nordeste (1) Os Incríveis (2) Osvaldo Oliveira (2) Oswaldo Bezerra (5) Ovelha (5) Patrick (1) Paulo de Paula (4) Paulo Diniz (3) Paulo Henrique (2) Paulo Márcio (3) Paulo Moraes (1) Paulo Sergio (19) Peninha (9) Perla (19) Pholhas (1) Pinduca (3) Raimundo Soldado (9) Raul Gil (1) Raul Seixas (3) Raulzinho (1) Regina Duarte (1) Reginaldo Rossi (27) Renato e Seus Blue Caps (2) Ricardo Braga (11) Rita Cadillac (1) Ritchie (2) Roberto Barradas (2) Roberto Barreiros (2) Roberto Leal (6) Roberto Luna (1) Roberto Müller (6) Roberto Nunes (1) Ronaldo Adriano (6) Ronaldo Resedá (1) Ronnie Von (8) Rony Cardoso (1) Rosana (7) Rosemary (8) Rossini Pinto (1) Rufino (1) Sandra De Sá (1) Sandro Becker (4) Sara Sonaya (1) Sarajane (1) Sérgio Mallandro (9) Sérgio Reis (5) Sidney Magal (8) Silvana (1) Silvinha (2) Silvinho (3) Sol (2) Sueli (1) Sula Mazurega (1) Sula Miranda (1) Sylvinho (2) Tarântulas (1) Tarcys Andrade (1) Teixeira de Manaus (2) Tetê Espíndola (1) The Clevers (1) The Fevers (6) The Golden Boys (1) Tião Macalé (1) Tiririca (2) Tony Damito (3) Trio Esperança (1) Trio Irakitan (1) Trio Nordestino (1) Trio Xamego (1) Tutti-Frutti (1) Vanusa (12) Vários Artistas (120) Verônica Sabino (1) Vic McKenzie (1) Virgilio (1) Wagner Montes (2) Waldick Soriano (28) Waldir Ramos (3) Waldirene (6) Waleska (1) Walter Basso (3) Wanderléa (8) Wanderley Andrade (1) Wanderley Cardoso (8) Wando (14) Wilson Miranda (1) Yahoo (1) Zé Calixto (1) Zenilton (3) Zezinho Barros (1)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...