quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

ROSANA - (1989) MOMENTOS

Na leva das cantoras sucesso dos setenta e oitenta, a eterna diva Rosana aparece de novo por aqui. E a marmanjada agradece...

A coletânea "Momentos" foi lançada originalmente no ano de 1989, ainda em formato de LP, e posteriormente relançada em formato digital. São doze dos principais clássicos da maior cantora brasileira da década de oitenta, que o blogue agora dispõe pros fãs carentes da morena e da boa música popular brasileira...


Faixas:

01 O Amor E O Poder (The Power Of Love)
02 Amor Dividido (Without You)
03 Nem Um Toque
04 Coração Selvagem
05 Nós Dois
06 Custe O Que Custar
07 Tudo É Vida (Everything Is Love) (Part. de Gregory Abbott)
08 Onde O Amor Me Leva
09 O Dom Do Nosso Amor (Livin' You)
10 Um Homem Não É Um Nome (You're My One And Only)
11 Cidadã Do Mundo
12 Vício Fatal (Let's Stay Together) (Ao Vivo)


SULA MIRANDA - (1999) SÓ SUCESSOS

Sula Miranda começou sua carreira musical no grupo "As Mirandas", juntamente com suas irmãs Yara e Maria Odete (Gretchen), que mais tarde virou o quarteto "As Melindrosas", com a inclusão da amiga Paula. O primeiro LP do grupo, "Disco Baby", foi um enorme sucesso, alcançando a marca de um milhão de cópias vendidas.

O sucesso de Sula estava traçado desde o início. A cantora iniciou carreira solo assinando contrato com a 3M do Brasil, em julho de 1986, ano em que lançou seu primeiro disco. Em outubro desse ano, já era recorde de vendas. Ela veio em um movimento de então renovação da música sertaneja, chamado "new sertanejo" ou "sertanejo-urbano", mistura da tradicional música caipira com toques de modernidade nos temas e na introdução de instrumental eletrônico. Assim, ela estava preparada para buscar o seu objetivo. Era jovem, talentosa, cheia de garra e o novo gênero tomava conta dos programas de rádio e televisão.

Sula sabia que as pessoas gostavam deste gênero musical, de ouvir falar da vida dos peões de boiadeiro e dos caminhoneiros, e a maioria dos cantores e duplas sertanejas dedicavam faixas em seus discos a estas duas classes. A cantora teve a felicidade de encomendar uma música a Joel Marques, compositor consagrado, e queria uma canção que falasse da vida da esposa do caminhoneiro. Este foi o segredo do sucesso e a empatia do público com a música "Caminhoneiro do Amor" foi imediata. Em dois meses, todas as rádios a estavam tocando. Dias depois do lançamento, as vendas lhe renderam um Disco de Ouro, com mais de cem mil cópias vendidas, e recebeu o título de "Rainha dos Caminhoneiros". Aproveitando o embalo, Sula gravou um videoclipe.

Os convites para shows não paravam. Chegou o sucesso e Sula sabia que tinha que aproveitar. Fazia uma média de 25 shows por mês em eventos por todo Brasil.

Ao longo de sua carreira, Sula Miranda tem gravados dezessete discos, com muitos compositores famosos e conceituados, sendo doze deles com músicas sertanejas inéditas e regravações, três coletâneas com seus maiores sucessos e dois com músicas gospel.

Sula Miranda, sempre teve forte presença no palco. Atraía públicos de trinta mil a cem mil pessoas em cada show. Com seu carisma, prestígio e credibilidade, tornou-se uma das maiores cantoras do estilo sertanejo, um verdadeiro ícone, sendo muito requisitada no país para anúncios e campanhas publicitárias.


(Fonte: Wikipedia - revisada.)


Faixas:

CD1

01 Caminhoneiro Do Amor
02 A Caroneira
03 Rumo Certo
04 Lobo Amante
05 Companheiro
06 Estrada Afora
07 Guardiões Da Estrada
08 No Asfalto Da Cama
09 Com O Pé Na Estrada (The Boxer)
10 Novamente Na Estrada (One The Road Again)
11 Carona (Please, Mr. Postman)
12 Estrela Guia

CD2

01 Mistérios
02 Pingos De Amor
03 Filme Triste (Sad Movies Make Me Cry)
04 Seu Olhar
05 Fogueira
06 Coisinha Linda
07 Anúncio De Jornal
08 Caso De Polícia
09 Me Liga, Me Grita, Me Chama
10 Only Yesterday
11 Me Chama
12 Viola Enluarada


ADRIANA - (1996) AS 20 PREFERIDAS

Filha de Maria Helena, vedete do chamado "teatro de revista", Adriana iniciou a carreira musical aos doze anos, quando gravou com grande sucesso a canção "Anjo Azul", em 1967, pela gravadora Equipe. A música, feita especialmente por Nonato Buzar, para que Adriana, filha de um amigo do compositor, gravasse, vendeu cerca de trezentas e oitenta mil cópias e teve o sucesso redobrado logo em seguida, quando foi regravada com o título de "Vesti Azul" pelo popularíssimo cantor Wilson Simonal. A versão tornou-se um dos maiores sucessos da carreira do cantor.

Com o êxito de "Anjo Azul", Adriana ganhou vários prêmios e participou de muitos programas de televisão, sendo inclusive convidada para atuar no cinema, no filme "Em Ritmo Jovem", de Mozael Silveira e estrelado pelo cantor Márcio Greyck. No filme, Adriana canta a música "Lá Lá Lá", lado B do compacto de estreia da cantora.

Em 1968, Adriana teve sucesso com a música "Viu" e foi contratada pela gravadora Odeon, por influência de Wilson Simonal, seu grande incentivador, ao lado de Chacrinha. Em 1972, Adriana fez sucesso com a música "O Que Me Importa", regravada depois com êxito por Tim Maia e Marisa Monte. Em 1978, a cantora foi escolhida como melhor intérprete e compositora no festival de Mar del Plata, na Argentina, com a composição "O Cara". Após o grande êxito inicial, Adriana, sem jamais ter deixado a carreira, desapareceu por longo período das paradas de sucesso, voltando a aparecer na mídia em 1986, quando gravou o LP "Adriana". O disco trazia "I Love You, Baby", canção que se tornou um grande sucesso e que trouxe Adriana de volta aos palcos populares da TV, nos programas de Xuxa, Faustão e Chacrinha. Esse disco trazia também a música "Pra Sempre, Vou Te Amar", versão de "Forever By Your Side", que também fez grande sucesso e foi regravada anos depois pelo cantor Robinson.

Aproveitando a grande visibilidade conquistada com o sucesso de "I Love You, Baby", as filhas de Adriana, as gêmeas Tuanny e Natanna foram lançadas na carreira de cantoras infantis e integraram a segunda formação do grupo infantil Balão Mágico. Após esse segundo período de evidência, Adriana desapareceu novamente da mídia, gravando discos esporadicamente. Em 2008, lançou o CD "Alô, Meu Bem, Eu Voltei!".


(Fonte: Cantoras do Brasil - revisada.)


Faixas:

01 I Love You, Baby
02 Sonhos Não São Impossíveis (Killing Me Softly With His Song)
03 Coisas Do Coração
04 Pra Sempre, Vou Te Amar (Forever By Your Side)
05 Teimosia
06 Tá Combinado Assim
07 Trama
08 Eu Te Amo
09 Só Eu E Você
10 Nova Estação
11 Fases
12 Joguei Tudo Com Você
13 A Melhor Coisa Do Mundo É Você
14 Viver É Ter Você Pra Mim (The Greatest Love Of All)
15 Abrigo
16 Pra Você, Eu Não Sei Dizer Não
17 Parcialmente Nua
18 Luz Do Sol
19 Sonho Sem Fim
20 Haja Coração


ROSEMARY - (1992) VERDADEIRO AMOR

Rosemeire Gonçalves - a Rosemary - nasceu no Rio de Janeiro (RJ) (em 7 de dezembro de 1947). Quando criança, já gostava de cantar, tendo se apresentado no programa "Clube do Guri", com apenas oito anos de idade. Atuou como cantora amadora, até seus catorze anos, em 1959, quando adotou o nome artístico de Rosemary. Começou a carreira profissional em 1961, lançando um 78 rpm pela gravadora Chantecler, no qual interpretara o bolero "Fala Coração", de Jorge Duarte e Norival Reis, e o samba "Também Sou Mulher", de Neuza Teixeira e Jader. Em 1962, lançou pela Continental os twists "Eu Sei", de Barbara Jorge, e "Reprovada", de Castro Perret e Leonel Cruz. 

Com o surgimento da Jovem Guarda, ficou conhecida pelo grande público, ganhando o apelido de "Fada do Iê-Iê-Iê", devido à sua beleza loira. Em 1963, gravou na RCA Victor "Que Me Importa O Mundo?", versão de um sucesso da italiana Rita Pavoni. Em 1964, gravou seu primeiro LP, intitulado "Igual a Ti Não Há Ninguém" (RCA). Em 1965, gravou "Eu Que Não Vivo Sem Ti", versão de "Io Che Non Vivo Senza Te", sucesso do italiano Sérgio Endrigo. Em 1967, gravou o segundo LP, "Rosemary". Com o fim da Jovem Guarda, passou a cantar outros gêneros, tendo até mesmo lançado um compacto duplo em homenagem a Carmen Miranda e Chiquinha Gonzaga, no qual interpretou as canções "Abre Alas", "Lua Branca", "Corta-jaca", "Camisa Listrada" e "Taí", mas seu repertório se tornou essencialmente romântico-popular. Nesse período, chegou também a atuar como atriz, na peça “Promessas, Promessas”, ao lado de Jardel Filho, em cartaz no Teatro Ginástico (Rio de Janeiro - RJ). Em 1974, gravou novo disco, "Rosemary". Até meados da década de 70, atuou em temporadas no Rio de Janeiro (RJ), em boates como Sucata (no show "Nossa Escola de Samba") e Night And Day, ao lado de Pery Ribeiro.

A partir de 1976, sua carreira nos palcos tomou impulso por conta de seus shows dirigidos por Abelardo Figueiredo, como "Rose, Rose, Rosemary", no Beco, em São Paulo (SP), ficando oito meses em cartaz, inclusive, excursionando pelo exterior. Nesse mesmo ano, gravou o disco "Rose, Rose, Rosemary". Em 79, voltou ao Beco, com o show "Meu Brasil Brasileiro", levado posteriormente a Paris, Londres, Lisboa, Bonn e Estados Unidos. Foi nos EUA que, no ano seguinte, 1980, apresentou-se para o ex-presidente Jimmy Carter, nas dependências da Casa Branca, cantando "Manhã de Carnaval", "Feelings" e "Aquarela do Brasil". Em 1982, voltou a ter uma música nas paradas: a balada pop "Jóia" (“Sou Uma Mulher / Preciso Ser Amada”), de Roberto e Erasmo Carlos, gravada em compacto.

Na década de 80, realizou shows como Rosemary Paixão e Rosemary Mulher, e trabalhou em novelas, como Ti-ti-ti e Cambalacho, na TV Globo.  Em 1989, lançou o disco "Na Trilha dos Amores", gravado em plena temporada da cantora no Palladium, em São Paulo (SP). Em 1992, lançou o disco "Verdadeiro Amor", no qual a cantora gravou um dueto com Amado Batista. Em 1993, lançou o disco "Rosemary"e, em 1996, o CD "Espelho". No carnaval de 2000, Rosemary comemorou vinte anos de desfiles na escola de samba Mangueira, da qual é uma de suas estrelas, ao lado de Alcione e Beth Carvalho. No mesmo período, viajou para apresentações no Japão e na China. Em 2006, gravou o CD "Mulheres de Mangueira", em que canta clássicos de compositores da sua escola de samba e conta com as participações especiais de Alcione, Beth Carvalho, Chico Buarque e Zeca Pagodinho.


(Fonte: Cantoras do Brasil - revisada.)


Faixas:

01 Mulher De Caminhoeiro
02 Não Sai De Mim
03 Maratona Coração
04 A Melhor Mentira
05 Dona De Mim
06 Poema
07 Separação (Part. de Amado Batista)
08 Falando Às Paredes
09 Coração Dividido
10 Monotonia
11 Carrossel
12 Horas Perdidas (Three Coins In The Fountain)


VANUSA - (1998) GRANDES SUCESSOS

Vanusa novamente no MÚSICA DAS ANTIGAS...

Graças a insistência dos fãs de plantão, a gente posta mais uma raridade da moça. A coletânea em questão é de 98, daquelas levas de primeiras compilações em formato digital dos artistas sucessos das épocas do "bolachão". São catorze dos eternos sucessos de Vanusa, bem coletados e organizados, pros saudosos e também praqueles interessados em conhecer a obra da loira jovem-guardista.


Faixas:

01 Mundo Colorido
02 Pra Nunca Mais Chorar
03 Manhãs De Setembro
04 Mensagem
05 Paralelas
06 Estado De Fotografia
07 Hey, Joe
08 O Que É Meu É Teu
09 Sem Maquiagem
10 Amigos Novos E Antigos
11 Estou De Mal Com Você
12 Congênito
13 Espelho
14 O Geguege (Il Geguege)


Linque quebrado?

Encontrou algum linque quebrado?

Marcadores

A Patotinha (1) Abdias (2) Abílio Farias (3) Adelino Nascimento (7) Adilson Ramos (5) Adriana (5) Adriano Santa Cruz (1) Agepê (1) Agildo Ribeiro (1) Agnaldo Rayol (2) Agnaldo Timoteo (13) Alcides Gerardi (1) Aldo Sena (1) Almir Ricard (1) Almir Rogério (7) Altemar Dutra (1) Alípio Martins (9) Amado Batista (15) Amilton Lelo (8) André Amazonas (1) Angela Maria (3) Angelo Máximo (7) Antonio Carlos e Jocafi (1) Antonio Marazona (1) Antonio Marcos (16) Anísio Silva (1) Ary Lobo (1) Ary Toledo (1) Augusto César (1) Babau do Pandeiro (4) Balthazar (5) Banda Cabeça Enfeitada (1) Barros de Alencar (10) Bartô Galeno (13) Bebeto (2) Benito di Paula (2) Beto Barbosa (3) Betto Dougllas (2) Biafra (5) Bianca (2) Borba de Paula (1) Canarinhos de Petrópolis (1) Capital do Sol (1) Carlito Gomes (2) Carlos Alberto (4) Carlos Alexandre (15) Carlos André (5) Carlos Gonzaga (2) Carlos José (1) Carlos Santos (6) Carlos Silva (1) Carmen Silva (9) Cast RCA (1) Cauby Peixoto (3) Cesar Sampaio (5) Chacrinha (1) Chico Amaro (1) Claudia (1) Claudia Barroso (7) Claudio Di Moro (3) Claudio Galeno (1) Claudio Roberto (3) Clemilda (1) Cláudia Telles (2) Cláudio Fontana (3) Coro Infantil da FuNaBEM (1) Coronel Ludugero (1) Coroné (1) Cristiano Neves (1) Célio Roberto (3) Demetrius (1) Denis e Demian (1) Diana (15) Dicró (1) Dino Rossi (1) Discografia (14) Donizeti (1) Dory Edson (1) Dudu França (2) Ed Wilson (1) Edel Reis (1) Edson Duarte (2) Eduardo Araújo (1) Eliana Pittman (1) Elino Julião (6) Elisângela (2) Elizabeth (2) Elymar Santos (1) Erasmo Carlos (5) Evaldo Braga (16) Evaldo Freire (4) Evinha (1) Fafá De Belém (1) Falcão (5) Fernando Lelis (7) Fernando Luiz (3) Fernando Mendes (22) Franc Landi (1) Francisco Cuoco (11) Francisco Petrônio (4) Frankito Lopes (10) Fredson (3) Fábio (1) Fábio Jr (6) Genghiskan (1) Genival Lacerda (7) Genival Santos (8) Geraldo Nunes (3) Giane (3) Gilberto Lemos (3) Gilberto Reis (1) Gilliard (10) Gilson (3) Gretchen (6) Harmony Cats (1) Heleninha (1) Heleno (4) Helio Portinhal (2) Hermes Aquino (1) Ismael Carlos (5) Ivan Peter (3) Ivon Cury (1) J. Aquino (3) Jacinto Limeira (1) Jair Rodrigues (1) Jane e Herondy (12) Jerry Adriani (10) Jessé (1) Joanna (1) Joelma (7) Jorginho do Império (1) José Augusto (16) José Augusto Sergipano (1) José Orlando (1) José Ribeiro (6) José Roberto (5) João Dias (1) João Só (1) João Viola (1) Juanita (3) Juanita e Richard (3) Juca e Jeca (1) Julia Graciela (2) Júlio César (5) Júlio Nascimento (2) Kleber (1) Kátia (9) Latino (1) Leila (1) Leila Silva (1) Lenita Santos (1) Leno (1) Leno & Lilian (1) Leonardo (1) Lilian (7) Lindomar Castilho (14) Lindomar Lins (1) Lindú (1) Los Angeles (1) Luan e Vanessa (1) Luiz Américo (2) Luiz Carlos Magno (2) Luíz Caldas (1) Mamonas Assassinas (1) Marcelo (1) Marcelo Reis (2) Marcio França (2) Marcio Greyck (12) Marcio José (9) Marcos Roberto (6) Marcus Pitter (1) Maria Alcina (3) Markinhos Moura (2) Martinez (1) Martinha (3) Matogrosso e Mathias (1) Maurinho da Mazzei (1) Maurinho Jr (1) Mauro Celso (3) Mauro Sérgio (1) Maurício Reis (5) Meire Rose (1) Messias Holanda (2) Miguel Angelo (1) Miguel De Deus (1) Miltinho Rodrigues (1) Moacyr Franco (8) Nalva Aguiar (4) Nelson Gonçalves (3) Nelson Montenegro (1) Nelson Ned (6) Nilton César (8) Nilton Lamas (3) Noriel Vilela (1) Núbia Lafayette (4) Odair José (27) Onildo Almeida (1) Orlando Dias (3) Orlando Silva (1) Os 3 do Nordeste (1) Os Incríveis (2) Osvaldo Oliveira (1) Oswaldo Bezerra (3) Ovelha (3) Patrick (1) Paulo de Paula (2) Paulo Diniz (3) Paulo Henrique (2) Paulo Moraes (1) Paulo Sergio (14) Peninha (5) Perla (14) Pholhas (1) Pinduca (3) Raimundo Soldado (7) Raul Gil (1) Raul Seixas (1) Raulzinho (1) Reginaldo Rossi (21) Renato e Seus Blue Caps (1) Ricardo Braga (8) Rita Cadillac (1) Ritchie (1) Roberto Barreiros (1) Roberto Leal (3) Roberto Luna (1) Roberto Müller (4) Roberto Nunes (1) Ronaldo Adriano (4) Ronnie Von (6) Rony Cardoso (1) Rosana (3) Rosemary (5) Rossini Pinto (1) Rufino (1) Sandro Becker (4) Sara Sonaya (1) Sarajane (1) Sidney Magal (7) Silvinha (1) Silvinho (2) Sol (2) Sueli (1) Sula Mazurega (1) Sula Miranda (1) Sylvinho (1) Sérgio Mallandro (7) Sérgio Reis (3) Tarcys Andrade (1) Tarântulas (1) Teixeira de Manaus (2) The Clevers (1) The Fevers (6) The Golden Boys (1) Tiririca (2) Tião Macalé (1) Tony Damito (3) Trio Esperança (1) Trio Irakitan (1) Trio Nordestino (1) Trio Xamego (1) Tutti-Frutti (1) Vanusa (8) Vic McKenzie (1) Virgilio (1) Vários Artistas (82) Wagner Montes (1) Waldick Soriano (22) Waldirene (4) Waleska (1) Walter Basso (3) Wanderley Andrade (1) Wanderley Cardoso (3) Wanderléa (4) Wando (10) Wilson Miranda (1) Yahoo (1) Zenilton (3) Zezinho Barros (1) Zé Calixto (1)